Gestante – O que é a gestante

O que é gestante

A gestante carrega dentro do seu útero um feto, uma nova vida. Nessa ocasião na mulher, ocorrem transformações físicas e emocionais que vão influenciar no seu dia-a-dia.

A gestante pode sentir alegria, tristeza, dúvidas e medos. Quando uma mulher está gestante, significa que ela carrega dentro do seu útero um feto, uma nova vida. Nessa ocasião na mulher, É preciso reconhecer essas mudanças para vivê-las de forma ativa e saudável, com harmonia e prazer.

A gestante leva um tempo para entender e aceitar sua nova condição.  Todo o seu organismo se modifica. É fundamental que a gestante  mantenha uma boa alimentação para garantir ao bebê todos os nutrientes essenciais ao seu desenvolvimento e formação. A partir de uma nutrição adequada é que a mulher garante uma gestação mais tranquila, sem a ocorrência de anemias, hemorragias e diabete gestacional. Todavia é importante que as mulheres acrescentem cerca de 300 calorias à sua dieta diária para nutrir o feto em desenvolvimento, de preferência distribuídas em cinco refeições (desjejum, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar), preparadas com ingredientes que são fontes de proteínas, ferro, cálcio e ácido fólico, com um baixo teor de gordura.

A gestante  tem direito a consultas e exames durante sua gravidez. O pré-natal é muito importante para o acompanhamento, orientação e esclarecimento de suas dúvidas e sobre as diversas alterações que ocorrem no seu corpo durante a gravidez e sobre o desenvolvimento do seu bebê. É realizado por profissionais de saúde e deve ser iniciado, de preferência, nos três primeiros meses da gestação. Cerca de 10% a 20% das mulheres têm complicações na gravidez e precisam ser cuidadas de forma mais constante, para que mãe e bebê não corram risco de vida.

Cuidados pessoais que a gestante deve ficar atenta

– Manter uma alimentação saudável: fazendo pequenas refeições, várias vezes ao dia, com alimentos variados como: milho, aveia, arroz, feijão, verduras, legumes, frutas, leite, iogurte, queijos e carnes;
– Consumir cereais e farinhas integrais que são ricos em fibras e ajudam a prevenir a prisão de ventre;
– Preferir alimentos da sua região e da época porque são mais baratos e frescos;
– Evitar  consumir alimentos que contenham excesso de açúcar, sal,gorduras e com aditivos químicos;
– Consumir  carnes e vísceras, como carne de boi, peixes, carne de frango, fígado, pois ajudam a prevenir a anemia;
– Beber bastante água, cerca de 6 a 8 copos grandes por dia e sucos de frutas, água de coco, entre as refeições.
– Não usar bebidas alcoólicas e cigarros. Usar remédios apenas com prescrição médica.
– Fortalecer os músculos com caminhadas e exercícios leves que ajudam a controlar o peso e melhoram a circulação sanguínea.

A gestante pode sentir muito sono e tontura, vontade de fazer xixi muitas vezes, enjôo, vômitos, cólicas, dor de cabeça forte, visão embaralhada, inchaço nos pés e pernas, câimbras, azia e má digestão, prisão de ventre, gases, cansaço, etc. Se você sentir esses sintomas com muita frequência, procure orientação médica.

É muito importante que a gestante faça o pré-natal até o final da gravidez.

A redução das taxas de mortalidade infantil está diretamente relacionada ao acompanhamento dado à gestante. Nesse sentido, a Secretaria de Saúde dos Estados, de modo geral, vem desenvolvendo uma série de ações fundamentais, dentre as quais se destaca a busca da melhoria do atendimento pré-natal.

Compartilhe com suas amigas nas Redes Sociais
(Visited 60 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>